Será que existe uma receita para atingir a produtividade?


Começo esse artigo com um agradecimento para as pessoas que leram o meu primeiro artigo por aqui!


Para você que ainda não leu, vai lá me conhecer Prazer, Gabi: Como uma apresentação pode criar conexões?


Foram tantas mensagens de carinho e de que estavam ansiosos pelo que estava por vir, que isso me deu mais gás ainda. À vocês, muito obrigada!


Só que ao mesmo tempo que isso me animou, também começou gerar uma ansiedade sem fim. Será que conseguiria atingir o mesmo sucesso do primeiro artigo...?


Aí, adivinha o que aconteceu? Travei.

Pois é menines! E agora?


Decidi que o próximo tema seria a tão falada e sonhada produtividade.


Pois muito bem, estou a dias tentando escrever sobre produtividade e não estou sendo produtiva nesse exato momento, humkkk. Enfim, a hipocrisia!



Já aconteceu isso com você também?

A ideia é perfeita na cabeça, mas quando chega o momento de colocar no papel, vem aquela famosa tela azul do Windows na mente.

Mas será que realmente não estou sendo produtiva?


Afinal, o que é produtividade?


Como uma boa bibliotecária que sou, fui consultar o pai de todos, Google que trouxe como primeiro resultado a seguinte definição:

“O significado de produtividade está relacionado com a quantidade e qualidade das tarefas produzidas em um período de tempo e, os recursos que foram utilizados durante o processo de produção. Ou seja, o conceito de produtividade está interligado com a alta performance no ambiente organizacional e a eficiência na entrega de resultados.” (MEREO, 2020).

Trazendo para o contexto atual, vejo que ser produtivo significa desempenhar todas e o maior número de tarefas durante o dia, com foco na quantidade e na qualidade.


Mas será que estamos entregando o que precisamos com qualidade?

Ou estamos somente enfrentando uma corrida contra o tempo e contra nós mesmo para atingir uma quantidade maior de tarefas ao longo do dia?


Queria tanto que meu dia tivesse 48 horas!


Que produtividade é essa que precisamos atingir?

É possível ser produtivo todos os dias?


Acontece que todos os dias somos bombardeados por conteúdos que indicam hábitos, táticas de produtividade - e nos casos mais extremos “receitas” de como ser produtivo, como: acenda uma vela, tranque-se no quarto, crie uma rotina perfeita que nunca mais você terá um dia de procrastinação (triste ilusão).


Sabemos que na prática esse cenário é completamente diferente, cada pessoa vive de uma forma, tem seus problemas e existem aqueles dias que não queremos fazer exatamente nada, e está tudo bem!


Deixo aqui a indicação de um podcast: Hábitos impostos (o que gostaríamos de ler em livros sobre hábitos).


Seria a produtividade seria o mal do século XXI?


A produção exagerada atinge cada vez mais a nossa vida, o que acaba não sendo saudável para a mente. Ultrapassando os limites dos momentos de lazer e trazendo a culpa nesses momentos dedicados ao descanso.

Sabe quando chega a noite e você deita a cabeça no travesseiro e milhões de pensamentos invadem sua cabeça?

Será que tirei o carregador da tomada?

Respondi aquele e-mail?

Vai chover amanhã?

Amanhã vou começar a usar fio dental todos os dias.

...

E por aí vai… "Mais uma noite chega e com ela a depressão" - jovens cringes conto com vocês para entender essa referência da nossa aclamada Kelly Key.

E aí que mora o perigo meu caro, da produtividade atrelada com a positividade tóxica, dando margem para a frase clássica "Trabalhem, enquanto eles dormem”.


Mores, eu já não quero trabalhar nem quando preciso, imagine enquanto eles dormem, faz favor pra tia, né?


Quer mais do que domingos que, mesmo considerado o dia mundial da preguiça, tornou-se também o "dia mundial de organizar a semana". Um dia no qual a maioria das pessoas tem para aproveitar seu descanso, pode ser também o terror para muitas pessoas, pois anda lado a lado com a cultura de que domingo também é dia e sua semana vai começar toda errada se você não planejar ela aos domingos.


Claro, organizar sua semana antes de iniciar vai trazer um pouco mais de praticidade, mas não significa que o mundo vai acabar se você decidiu ficar o dia todo maratonando sua série favorita... Precisamos de descanso, somos jovens cansadas!


Você deve estar se perguntando: "Cadê a fórmula mágica para eu ser produtivo Gabi?"


Sinto informar que, se você chegou até aqui, não existe fórmula, muito menos receita, meu care.


O que eu mesma aprendi com tudo que escrevi até agora é que está tudo bem não ser produtivo todos os dias.


Terão momentos que vamos achar tudo um saco e, mais uma vez repito, ESTÁ TUDO BEM!


Não somos uma máquina, então é importante simplesmente aprender a respeitar nossos limites e ouvir nosso corpo.


Se está cansada? Descanse.

Se tem fome? Se alimente!

Está travada e precisa entregar um texto? Converse com pessoas que goste, escute uma música legal ou simplesmente tire um famoso cochilinho. Ainda estamos em uma pandemia, está tudo difícil, não introduza mais cobranças na sua vida.


Vamos nos libertar da produtividade e da culpa por não estarmos sendo produtives, afinal essa cobrança só existe na sua cabeça!


4 visualizações0 comentário