• Ana Palombo

Criar conteúdo: 3 dicas para mostrar seu trabalho na internet

Hoje muito se fala sobre criar conteúdo na internet. E por mais que a gente sempre tenha muita coisa para conversar e contar para as pessoas ao nosso redor, quando pensamos em comunicar sobre a nossa marca muitas vezes escutamos um... cri, cri, cri.


Então, se você quer começar a se posicionar na internet de forma diferente, mostrando seu trabalho e comunicando o que importa para você e sua marca, eu vim te ajudar.


Lá no Instagram da Palombina a gente compartilha um monte de dicas sobre criação de conteúdo. E recentemente postei um vídeo no IGTV contando 3 Dicas Para Compartilhar Conteúdo Na Internet. Como esse vídeo foi tão bem aceito, percebi que esse era um contéudo relevante e que poderia estar acessível aqui no blog também.


A primeira dica é: que conteúdo?


Saiba o que você quer postar, ou seja, do que você quer falar. Não tem como sair falando de tudo e qualquer coisa, pois isso não é se posicionar é apenas aparecer (só se mostrar sem estratégia e objetivo pode não ser tão legal assim). Portanto, é importante antes de tudo você se permitir essa reflexão: do que eu posso falar?

Às vezes a correria é tanta que não conseguimos enxergar o nosso próprio conteúdo. Não achamos oportunidades ou janelas de interesse no que fazemos, aí então caímos naquela frase "mas eu não tenho nada pra postar", "não tenho ideias" ou "não tenho nada para contribuir". Mas se você parar e analisar sua rotina, aposto que alguma coisinha você consegue encontrar de interessante para compartilhar.

Analise seus afazeres, compromissos e até eventos que participar pelos olhos dos seus clientes. Você consegue extrair dessas experiências alguma dica, um ensinamento ou até uma história legal para contar para eles?

Por exemplo, esses dias estava escrevendo um post sobre Linkedin e, quem usa essa Rede Social já sabe que um dos seus pontos fortes é o networking (1). Pensando nisso já anotei esse como um bom tema para criar um artigo, pois cultivar o networking é uma das maiores sugestões que passo para meus clientes - principalmente aqueles que estão começando a montar sua empresa.

Bom, ainda pensando sobre networking, posso contar um pouco sobre o último evento (2) que fui do Creative Mornings! É um evento muito bacana que ocorre mensalmente em São Paulo, é gratuito e cheio de gente maravilhosa. Isso nos permite entrar em contato com pessoas diferentes e ajuda muito no exercício de pensar fora da caixinha.

Nesse evento eu conheci um pouco mais sobre Agrofloresta, o que não tem nada a ver com o meu nicho mas me trouxe alguns insights legais (3) que anotei e poderia compartilhar.

Ainda lá no evento eu pude perceber na prática o quanto a comunidade (4) importa para qualquer negócio, ideia ou projeto. A comunidade é necessária para fazer um projeto andar pra frente. Então falar um pouco mais sobre isso também seria legal para meu público.

Pensando em comunidade, eu posso compartilhar algumas das minhas referências de profissionais (5) de marketing que acompanho. Pois compartilhar essas referências, quem eu sigo ou em quem me inspiro é um conteúdo legal para outras pessoas também conhecerem novos trabalhos e inspirações...

Você consegue perceber como uma ideia puxa a outra?

Ao fazer o exercício simples de analisar meu dia anterior consegui lembrar de bons temas para criar conteúdo. Com isso já tenho os gatilhos para futuros posts:

  • Como o tal do networking pode te ajudar (1)

  • Creative Mornings: um evento que você tem que ir (2)

  • 3 lições que aprendi em uma palestra sobre Agrofloresta (3)

  • Porque você deve criar comunidades (4)

  • 5 Perfis para você se inspirar (5)


Claro que esses títulos ainda precisam ser trabalhados e podem até mudar depois do texto pronto, mas o que importa é: use os fatos do seu cotidiano para criar gatilhos para o seu conteúdo.

A segunda dica: crie a conta


Se você quer criar conteúdo na internet, então já tem em mente mais ou menos as plataformas que pretende usar (Instagram, Facebook, Blog, Linkedin, Pinterest, etc).


E se você já fez o exercício anterior de reflexão, então tem agora na sua frente uma folha cheia de gatilhos de conteúdo. Ao analisar essa folha você poderá perceber quais as redes e ferramentas que vai utilizar para dar forma a esses conteúdos, ou seja, através de quais plataformas vai postar cada um deles.

A dica aqui é então mapear as redes que você pretende usar e criar a conta em cada uma delas. Isso mesmo, vai lá e já coloca seu nome, @, email ou o que tiver que colocar para fazer parte daquela rede.

Não importa se você vai começar a postar hoje, daqui um mês ou um ano. É importante dar esse primeiro passo pois é aqui que começa o sonho de criar conteúdo. Pois ao criar a conta, você já vai ter que definir o nome da sua marca, a descrição, do que ela vai falar. E se você não tem um nome certo ou tem medo de mudar no futuro, desapega disso! Coloque o seu nome pessoal e crie a conta, depois você muda. Não faça com que esse pensamento te limite ou bloqueie essa onda de produção de conteúdo que você está surfando.

A Palombina mesmo evoluiu muito. Hoje a Palombina é uma empresa de comunicação online, mas lá trás toda essa ideia começou com meu blog pessoal onde eu falava de fotografia e livros. As coisas mudam e vamos aprender e construir novas oportunidades durante o processo.

Se você decidiu começar, então comece!

Toda a nossa construção é um processo e temos que começar de algum lugar para conseguir chegar em outro. Então comece com um nome que você pode mudar no futuro, com um conteúdo de um nicho que depois pode ser outro. Está tudo bem, os aprendizados que você teve nesse processo de criação de conteúdo você pode aplicar no futuro em novos projetos, começando já com alguma bagagem.

Muitas pessoas vêem os vídeos do Instagram da Palombina e imaginam que fazemos os vídeos com a câmera. Mas, não! Fazemos os vídeos todos com o celular, por conta da praticidade. A imagem e qualidade de áudio ficam iguais as de uma câmera pois eu aplico tudo o que aprendi na fotografia para criar um cenário ideal para os vídeos (boa iluminação, posição de câmera, horário de filmagem, captação de áudio).

E se você já tem as redes criadas, todos os logins abertos e só não sabe por onde começar, o exercício é o mesmo: primeiro define o que quer falar e decide onde vai postar.

A terceira dica: planejar conteúdo


Esse é um assunto que pode se estender muito em diversos níveis de planejamento estratégico, como eu mostro na prática lá no curso PBN. Mas o essencial de qualquer planejamento é: descobrir a frequência e a data que vamos postar.

Para começar, pegue um calendário. Primeira coisa que você vai pensar é: nessas plataformas/redes sociais que eu decidi postar, qual vai ser a frequência que eu vou me comprometer a postar em cada uma?

Por exemplo, no Instagram da Palombina nos comprometemos a postar 3 vezes por semana, pois é uma plataforma importante para nós e que demanda um tempo razoável na criação de posts. Já no blog já precisamos dedicar um tempo maior para criar os posts, então postamos uma vez por mês.

É importante pensar em uma frequência que se encaixe na sua rotina e seja factível com sua realidade. Não adianta querer postar todos os dias no Instagram e toda semana no blog se eu não tem tempo para criar todo esse conteúdo. Portanto, preze pela qualidade ao invés da quantidade, pois assim a chance de você gostar do resultado final e enxergar seu propósito nele é muito maior.

Quando nos identificamos com o que produzimos, isso dá um gás para cumprirmos as metas com facilidade. Assim, quem sabe, mais pra frente você já pode aumentar essa frequência de posts e se desafiar um pouco mais. Então vai com calma, ok? Respeite seu processo.

Depois de definir a frequência, vamos definir as datas.

Por exemplo, no Instagram a Palombina poastamos às segundas, quartas e sextas. No blog, subimos um post novo todo dia 20 de cada mês. Assim, temos as datas certas de acordo com a frequência que estipulamos.

Pronto! Agora, com as datas definidas, você já pode pegar sua lista de gatilhos de conteúdo e encaixar nos dias de post. E então.. voilá! Você tem seu cronograma de postagens!


Nem é tão difícil


O importante é você realmente fazer esses 3 passos:


  • Definir frequência

  • Definir as datas dos posts

  • Separar o conteúdo de acordo com as datas


Agora que você tem seu cronograma de postagens em mãos só precisa colocar a mão na massa!

Ok, eu sei, essa é a parte mais trabalhosa. Mas também é a melhor parte, te garanto! Afinal, se você está aqui, é porque eu sei que tem aí dentro uma vontade de criar. Então espero que esse post te ajude a tirar seus sonhos do papel.

26 visualizações

© 2020 por Palombina.

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone Pinterest