• Ana Palombo

Comunicação: 5 dicas para melhorar seu posicionamento digital (e o real também!)




Essa semana nós falamos sobre Comunicação no #Encontrocomelas, um evento que fizemos em parceira com a ImpULso. Foi um dia bem especial onde pudemos nos conectar com outras pessoas lá fora desse mundo virtual. Nós convidamos pelo digital e nos conectamos no real. Que loucura, né?


Mas era esse o objetivo do evento. Pensamos em criar um ambiente feito por mulheres, para mulheres. Uma roda de conversa que fosse um motivo para que pudéssemos transpor o digital e nos vermos pessoalmente, olhar nos olhos umas das outras e aprendermos todas juntas. Por isso, pedimos para umas pessoas especiais compartilharem um pouco sobre alguns assuntos: a Nayara Oliveira Coach falou pra gente sobre Carreira e Sonhos, a Natalia Sartorelli da ph3 Consultoria Empresarial falou sobre Finanças, as meninas da ImpULso deram a sua opinião sobre Bem-estar e Saúde e nós da Palombinafalamos sobre Comunicação.


Com base em todas as estratégias que usamos diariamente na Palombina para cuidar do nosso marketing e dos nossos clientes, montamos uma lista com 5 dicas para melhorar seu posicionamento digital. Mas como tudo é relativo, nós fomos além e mostramos inclusive como essas práticas simples podem influenciar sua comunicação dentro e fora do mundo digital!


Era uma vez..


Antes de qualquer coisa, eu preciso te contar o que é a Palombina.


A Palombina é uma empresa de Marketing digital que nasceu em julho de 2017. Eu a criei, a princípio, como uma forma de ajudar as pessoas a criarem a sua Identidade Digital. Isso porque, para mim, estar online sempre foi uma extensão das minhas ideias, meus projetos pessoais. Lá trás no tempo que a Palombina era apenas um blog com outro nome, esse mundo online se fazia até mesmo como um refúgio. Eu me permitia ser quem eu quisesse, expressar minhas ideias e falar sobre assuntos que com meus amigos eu não conseguia ter a mesma liberdade.


Quem diria, né? Tudo aquilo que eu projetava online eu consegui alcançar anos depois na vida real. Foi assim que percebi como poderia usar o online para me desenvolver no offline. Ou seja, como poderia usar as redes sociais para quebrar algumas barreiras que eu criava no mundo real. Seja por meio de desafios de fotografia, por metas de escrita ou até mesmo ao se relacionar com pessoas diferentes – coisa que no mundo real eu morria de vergonha de fazer.


Hoje a vida online deixou de ser secreta, de ser um refúgio como era pra mim antigamente. Ela tornou-se uma necessidade, uma extensão da nossa vida offline. E é por isso que a Palombina se faz uma necessidade para quem busca se conhecer e conhecer seu potencial digital. As pessoas precisam criar uma identidade digital, então por isso dizemos que a Palombina é especializada em branding e posicionamento digital.


O que é branding?


Branding tem origem na palavra Brand (cuja tradução é “marca”) e pode ser definido como a percepção de seus clientes em relação à sua marca. Veja bem, não é o que VOCÊ pensa da sua marca, mas a interpretação DOS OUTROS em relação a tudo o que você diz, faz, vende e, enfim, comunica.


“Branding não é o que você diz que é. É o que ELES dizem que é.” – Marty Neumeier no livro The Brand Gap (tradução livre)


Um exemplo clássico disso pode ser: uma pessoa se arrumou toda pra ir numa festa, passou perfume até nas pernas! E quando chega lá vê que a galera não está tão bem vestida assim, é uma coisa até mais informal. Pra ela está tudo bem, pois ela acredita ser a pessoa mais bem vestida daquele lugar. Os outros, por sua vez, podem estar interpretando como exagero e comentando até que acham que ela está brega. Cruzes! Bom, ninguém quer ser brega né?


É por isso que quando pensamos em branding, pensamos também em formas de colocar nossa imagem na internet. Só que quando falamos para os outros que nós trabalhamos com Mídias Sociais, a primeira coisa que lhes vêm à cabeça são números. Muitas pessoas pensam que o nosso trabalho é gerar muitas curtidas, comentários e seguidores. E aqui eu acho que vou decepcionar vocês. O nosso foco não são os números –  pelo menos não esses. O essencial da nossa comunicação não está nos números, pois o foco é criar uma relação verdadeira com quem está te seguindo. E esse é nosso objetivo enquanto empresa.


Relação verdadeira converte em número


Tendo esse objetivo claro em mente, é importante ressaltar que toda relação que a gente quer que cresça demanda atenção. A gente investe tempo, dinheiro e energia para criar laços. Não pode ser uma via de mão única, onde eu falo e vocês aprovam, curtem, aplaudam. Ela é baseada em falar e escutar, é preciso ter o feedback do outro. É uma troca.


Mas quando a gente vai falar na internet, normalmente temos um objetivo. Temos uma mensagem por trás do combo foto+legenda+localização+hashtag. Então se um cliente chega pra nós com o intuito de vender seus produtos, nós vamos descobrir o que, por que, como, pra quê, pra quem… Vamos encontrar a mensagem por trás daquela marca. Para isso basta uma simples pergunta que todos aprendemos com o Castelo-Rá-Tim-Bum: Por quê?


Por exemplo, chega para nós a dona de uma loja de bijuteria. Ela quer aumentar sua exposição online para vender mais. Pois bem, vamos começar com um colar.


Por que ela quer vender aquilo? Porque acha útil.


Mas por que é útil? Porque as pessoas  se sentem bem, bonitas, arrumadas.


E por que é importante estar arrumada? Porque elas dão valor para aparência, para se vestir bem, compor um look.


E por que a aparência é importante para essas pessoas? Porque assim elas se sentem confiantes, com boa auto-estima.


E por que isso é importante? Porque aí elas conseguem se sentir bem na sua rotina, nos seus afazeres, atingir metas, conquistar sonhos.


A mensagem da marca


A mensagem talvez não esteja no “colar por R$35,99”. A mensagem por trás da marca é que a dona vê importância na aparência como algo que pode ser positivo para as pessoas. Ela se sentem bem quando se arruma e então vende o que pra ela é importante. Essa é a essência da empresa, a sua mensagem.


Encontrar essa mensagem é um caminho de autodescoberta, um processo longo de desenvolvimento. E durante esse caminho percebemos que o marketing mudou sua cara. Não está mais associado ao produto em si, mas o que ele representa, o que ele me agrega de valores. As pessoas não compram de qualquer lugar, elas comprar de lugares em que elas se identificam.


Portanto, nós começamos a comunicação online trocando informação, conteúdo, inspiração até chegar a um processo onde a gente troca dinheiro e faz uma venda.

Então seja uma marca ou seja uma pessoa, a gente tem que passar por esse processo de criar uma relação, para gerar uma troca e depois conseguir atingir um objetivo que seja venda ou exposição.


Como que fazemos isso? Através da comunicação. Então separamos 5 dicas que usamos no dia a dia com as Mídias Sociais mas que podem ajudar quem quer desenvolver sua comunicação seja online ou offline.


#Dica 01: Dar atenção/Reciprocidade


As mídias sociais não são apenas ferramentas para expor fotos e vídeos, elas também possibilitam criar um modelo de interação com o público, o que cria um mecanismo de vendas incomparável baseado no contato, no atendimento e na fidelização de clientes.


Mas, como eu disse anteriormente, muitos clientes chegam pra gente querendo números. E eu disse que NEM TODOS eram relevantes pois o objetivo era criar relação verdadeira. Pois bem, vou contar que um número em específico é bem importante. Além dos números de curtidas e comentários, as redes sociais têm um terceiro parâmetro que pra nós é essencial: engajamento.


A taxa de engajamento de um post é a porcentagem do quanto você e seus seguidores interagem na sua rede social. O Insta é, nesse momento, uma das redes sociais com as taxas de interação mais altas. Por exemplo, o Facebook e o Twitter contam com médias de engajamento numa ordem que varia entre 0,5% e 1,0%. Já o Instagram varia entre 3,0% e 6,0%. Dessa forma, se sua taxa de engajamento está acima de 6,0%, UAU! Você está mandando muito bem no engajamento. Agora, se sua taxa está abaixo dos 3,0%, o engajamento indica que é necessário repensar sua estratégia.


Mas por que tudo isso? O Instagram gosta de números! Ele cria os famosos “algoritmos” com muito amor e carinho. Para ele, quem mais interage é quem deve aparecer mais. Portanto, é importante você promover essa interação se quer aparecer sempre e se mostrar. Viu como faz sentido tudo o que falamos?


Se você era daquelas que conversava com todos na sala, não saia da cantina de fininho após comprar um saquinho de bala pra não ter que dividir com ngm, as pessoas iam querer te chamar pras festinhas de aniversário…


Afinal, tudo na vida é recíproco né? Se você era daqueles que conversava com todos na sala, então era chamado para todas as festinhas de aniversário. Da mesma forma, todos iam na sua festa e te davam presentes. Ou seja, não foi por caridade. Você mereceu aquele presente porque fez social e conversou com todo mundo durante todo o ano letivo. Você não foi aquele que comprava bala, saía da cantina de fininho e corria pro banheiro esconder o saquinho. Nãão! Você comprava a bala, deixava silenciosamente no bolso e até comia DURANTE A AULA, mesmo sabendo que no primeiro barulho da embalagem TODAS as cabeças da sala iam falar “Ou, me dá uma?”.

Vocês vêem? Nem tem tanta diferença o mundo online e offline. Então o importante é, se você vê aquela ação ou relação como prioridade, então dê atenção. Não espere dela algo que você mesmo não dá.


#Dica 02: A regra 80/20


Basicamente, o que fazemos envolve criar conteúdo. Então seja texto, foto ou vídeo, precisamos sempre nos desdobrar para criar coisas novas para postar. Para nos ajudar, utilizamos a regra 80/20. Ela na verdade foi criada por um cientista político que percebeu que, para muitos eventos, aproximadamente 80% dos efeitos vêm de 20% das causas. No marketing, perceberam que um bom conteúdo poderia também seguir essa regra. Dessa forma, 80% do que você entrega tem que ter um valor (no sentido de conteúdo, as pessoas tem que estabelecer relação com você, se identificar contigo) e os outros 20% são para marketing pessoal e propaganda.


Não, não é só porque você tem uma loja de bijuteria que deve postar APENAS seus produtos e promoções. A longo prazo você não vai trazer um conteúdo diferente e tampouco interagir com seus clientes, permitir a relação. Você está apenas informando.

Da mesma forma, podemos pensar em um exemplo do nosso dia a dia. Acredito que em algum momento todos já nos pegamos em uma conversa onde a pessoa só falava sobre ela mesma. Seus ganhos, suas conquistas, seus pertences, suas viagens… É chato. Eu sei que em algum momento já fomos um pouquinho dessa pessoa, mas ficar em uma conversa onde a pessoa fala só sobre ela mesma cansa.


Então é preciso sempre diversificar. Pensar em conteúdos diferentes, formatos diferentes, passeios diferentes, novas experiências.


#Dica 03: Seja coerente


No mundo digital podemos ser o que quisermos, postar o que quisermos. No entanto, se estamos buscando construir uma relação verdadeira com nossos amigos, clientes e seguidores então devemos sempre ser coerentes. Uma coisa que sempre comentamos é que a pessoa que eu sigo online deve ser a mesma que eu encontro na vida real. Se você fala sobre finanças, na vida real eu quero poder te perguntar sobre um assunto da legenda e ter certeza que você não fez apenas um copia/cola da internet.


Ou, por exemplo, se você não curte cigarro, você não vai postar uma foto com cigarro. Nem que seja cool, nem que seja um editorial de moda, nem que seja modinha. Se você é contra o cigarro, então não associe sua imagem a isso. Ou se você não é uma pessoa preconceituosa, vai evitar reproduzir discursos preconceituosos dentro do seu perfil.


Você deve ser coerente com o que você acredita pois se você não é coerente, você não é honesto. E a honestidade é capaz de criar laços dentro e fora da internet. Se você não é honesto, acaba perdendo a relação que poderia criar dentro uma comunicação. Você perde credibilidade.


#Dica 04: Comunicação assertiva/respeitosa


Empatia é a capacidade psicológica que temos para sentir o que uma pessoa sentiria se estivéssemos passando pela mesma situação que ela; é o sentimento que nos liga ao outro. Ser empático tem a ver com ser altruísta, ter amor pelo outro e ajudá-lo.


As vezes estamos tão focados em compartilhar a nossa ideia, nosso ponto de vista, que nos fechamos na nossa própria visão do mundo. Dessa forma, falamos o que queremos, como queremos e talvez até esquecendo quem está do outro lado da tela. Portanto, é preciso desenvolver a habilidade de criar sempre uma comunicação empática com o outro.


Um dia eu fiz um post na Palombina que dizia “Qual a sua desculpa hoje?”. Pra mim, esse post era simplesmente uma motivação para você parar de procrastinar o seu projeto, idéia ou tarefa e botar a mão na massa. No entanto, quando a Lê viu o post, logo me mandou um áudio relatando seu incômodo. Para ela o post estava agressivo, pois não levava em conta quem não tinha tempo de fazer as coisas por conta da casa, dos filhos, de alguma doença, por cuidar de alguém… Eu estava julgando a pessoa como se ela estivesse adiando as coisas por opção.


Quando sentamos para entender o que cada uma tinha pensado, percebemos que tínhamos visão de mundo diferentes, o que levava a interpretações diferentes. Portanto, decidimos que a partir de então iríamos tomar mais cuidado para evitar alguns tipos de comunicação que podem incomodar o outro.


No offline, é a mesma coisa. As pessoas tem que evitar serem agressivas na fala, evitar brincadeiras em excesso, comentários sarcásticos. Devemos lidar com o outro de forma respeitosa, tentar entender o que o outro quer falar, ser empático com essa pessoa. Então é ruim você interromper a pessoa, falar por cima ou falar e não escutar o que ela tem pra dizer.


Da mesma maneira, se você está em um rolê em que tem pessoas conversando evite ficar o tempo todo no celular. Fazer isso é uma forma de ser passivo-agressivo. Tem um desrespeito nesse canal de comunicação, pois você cria uma situação em que não ocorre diálogo, você o bloqueou.


No geral, sempre pense duas vezes antes de apertar o enter ou falar algo. Lembre-se que a responsabilidade da comunicação está com quem fala.


DICA 5: Compartilhamento


Essa coisa de ser responsável pelo que comunica é uma coisa séria. Portanto, assim como falei anteriormente, é preciso tomar muito cuidado ao compartilhar coisas da internet, afinal o compartilhamento de informações não é ausência de autoria.


Então é importante você saber o que está falando seja nas redes sociais, no WhatsApp ou até na mesa de domingo com a família. E sim, aqui a gente entra no quesito fake news.


Sempre cheque as fontes do conteúdo que você está compartilhando, evite sites sensacionalistas ou simplesmente leia a matéria completa antes de disparar em todos os grupos (muitas vezes a gente compartilha somente por ler o título). Busque outras fontes de informação sobre aquele assunto, veja se a data é atualizada, veja se o site é confiável.


Inclusive, aqui vai uma informação de utilidade pública: existe uma ferramenta online que checa se a notícia é fake!


Moral da história: comunique-se!


A comunicação é algo tão presente no nosso dia a dia que suas técnicas e habilidades podem até passar despercebidas. Nós falamos o tempo todo, nos comunicamos com o corpo, com as roupas, com a postura, com a nossa imagem na internet. Fazemos tudo as vezes tão no automático que não imaginamos que possa existir uma estratégia por trás ou sequer pensamos nas consequências do que postamos ou falamos. 


Então espero que esse texto abra sua cabeça para todas as suas ações, sejam elas online ou offline. E que te incentive a se comunicar mais, a compartilhar o que pensa, o que faz, como faz porque é no movimento que a gente aprende, evolui e se desenvolve. Igual andar de bicicleta, se você ficar parado, não vai se equilibrar e nunca vai aprender a andar. Mas ao estar em constante movimento você aprende, ganha equilíbrio e aos poucos vai aprendendo a andar livremente por aí.

27 visualizações

© 2020 por Palombina.

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone Pinterest